MEDICINA ORTOMOLECULAR E HOMEOPATIA
 SÃO ALTERNATIVAS CONTRA A TPM

   Tratamentos trazem como vantagens
  não causarem efeitos colaterais e trabalharem
aspectos gerais  da saúde do paciente

.

 

Um tratamento alternativo para a tensão pré-menstrual é indicado principalmente às pessoas que sofrem com os efeitos colaterais dos remédios alopáticos e têm intolerância à terapia hormonal convencional. Problemas antes da menstruação, ao contrário do que se imagina, não são normais. Se acontecerem, são devido ao excesso de formação dos radicais livres. A TPM atinge mulheres em idade fértil, causando sensações de depressão e irritabilidade, dores de cabeça, inchaços e cólicas.

  Esses sintomas são decorrentes do aumento das taxas de estrógeno no organismo. Na medicina ortomolecular, eles podem ser contornados sem maiores agressões à mulher, com o uso de antioxidantes (vitaminas / minerais) e reposição de aminoácidos.  Segundo um dos ícones da Ortomolecular, no mundo, Guy Abrahan, pode-se dividir o problema em quatro tipos: 1 - aquela que provoca o aumento das mamas, 2 - que vem acompanhada de depressão, 3 - a que causa ansiedade e 4 - a que apresenta formas mistas.

 Em cada uma delas, existe a diminuição significativa de B6 e cerotonina na mulher. O crescimento dos casos de TPM coincide com o uso de anticoncepcionais, que causam no público feminino a queda do ácido fólico e da B6; e da cerotonina, responsável pela sensação de tranqüilidade. Como forma de amenizar esses sintomas, pode-se empregar o ômega 3, contido nos peixes (combate a dor e a inflamação). A prisão de ventre é mais um item agravante para quem sofre de tensão pré-menstrual porque provoca a reabsorção do estrógeno, que não é eliminado do organismo pelas fezes.

 Para quem tem o problema, ainda é indicado evitar o sal e os refrigerantes do tipo “cola”. Plantas medicinais – em dosagem ponderal, na medicina ortomolecular, – e na forma dinamizada, na homeopatia, são caminhos alternativos para a cura. São elas: a planta Cemicifuga racemosa, que diminui a sensação de depressão, Agnus castus, que melhora o humor e as dores nas mamas, Alcaçuz (ou raiz doce), que possui ação antiinflamatória.

  A homeopatia age no sentido de equilibrar a energia vital do organismo após analisar a totalidade dos sintomas. Vê o indivíduo como um todo integrado (holisticamente). Nessa forma terapêutica, procura-se um medicamento específico que melhor se encaixe para o tratamento da TPM. Além disso, tem a vantagem do baixo custo e não causa os efeitos colaterais próprios dos remédios convencionais.
Copyright © 2009 - Dr. Diana Maria Tavares Campos. Todos os direitos reservados